Category

Aprendendo na prática

Explorando a interdisciplinaridade: Construindo e lançando foguetes

By | Aprendendo na prática | No Comments

Você já imaginou como seria unir conceitos de química, física e matemática em um único projeto? Parece desafiador, não é mesmo? O Prof. Humberto Vinício (Betinho), a Prof.ª Gisele e a Prof.ª Erika viram aí uma oportunidade perfeita para explorar a interdisciplinaridade em sala de aula, com os alunos da 1ª Série A e B do Ensino Médio. No projeto interdisciplinar “Construção e lançamento de foguetes”, os professores de química, física e matemática se uniram para criar uma experiência única e envolvente para os alunos. A proposta era utilizar o conhecimento dessas disciplinas para entender e aplicar os princípios científicos por trás dos foguetes.

O projeto começou com os alunos aprendendo sobre os conceitos fundamentais de química, como as reações químicas e combustíveis utilizados nos foguetes. Eles mergulharam em uma jornada pelo mundo dos elementos químicos, explorando suas propriedades e suas reações com outros compostos. Em seguida, os alunos foram introduzidos aos conceitos da física, como a teoria do movimento e as leis de Newton. Eles estudaram as forças envolvidas no lançamento de um foguete e as variáveis que afetam sua trajetória e velocidade. Mas não para por aí! Os alunos também enfrentaram desafios matemáticos, como calcular a altura máxima alcançada pelos foguetes e a velocidade de lançamento. Eles aplicaram fórmulas e equações, utilizando os dados experimentais coletados durante os testes.

A parte prática do projeto foi o ponto alto para os alunos. Eles colocaram suas habilidades à prova construindo seus próprios foguetes, utilizando materiais simples, mas eficazes. Foi uma oportunidade para os alunos aplicarem os conceitos aprendidos em sala de aula, trabalharem em equipe e colocarem todo o conhecimento adquirido em ação. Após a construção, chegou o momento do lançamento dos foguetes. A ansiedade e a expectativa eram palpáveis, mas os alunos estavam preparados. Eles realizaram as medições necessárias, anotando dados importantes para a análise posterior. E então, um a um, os foguetes foram lançados ao céu, utilizando a propulsão gerada por uma reação química, proporcionando momentos de emoção e aprendizado.

Os resultados obtidos foram além das expectativas. Os alunos puderam ver na prática como os conceitos de química, física e matemática são aplicados no mundo real. Eles entenderam a importância da interdisciplinaridade, percebendo que o conhecimento não está isolado em uma única matéria, mas se conecta em várias áreas. Além disso, o projeto despertou a curiosidade e o interesse dos alunos por essas disciplinas. Eles puderam experimentar a ciência de forma prática e divertida, o que contribuiu significativamente para sua motivação e engajamento na aprendizagem.

O projeto interdisciplinar de construção e lançamento de foguetes foi uma experiência enriquecedora tanto para os alunos quanto para os professores envolvidos. Foi uma oportunidade de mostrar aos alunos que a ciência está presente em nosso dia a dia, em atividades aparentemente simples, como o lançamento de um foguete. Mais do que memorizar conceitos isolados, os alunos conseguiram ver a interconexão entre as disciplinas e a importância de trabalharmos juntos para alcançar resultados significativos. Com certeza, a experiência ficará marcada em suas mentes, deixando um legado duradouro de aprendizado e paixão pela ciência.

 

 

Alunos do Colégio América recebem acadêmicos de Medicina do UNIFACIG em aula prática de Física Médica

By | Aprendendo na prática | No Comments

Os acadêmicos do curso de medicina da do Centro Universitário UNIFACIG, convidados pelo
Prof. Humberto Vinício, responsável pelo Itinerário Formativo de Física Médica, realizaram
uma aula prática para os estudantes do 2º ano do Ensino Médio. Na atividade, os alunos de
medicina demonstraram o exame físico, com aferição de pressão, frequência cardíaca,
frequência respiratória e medidas antropométricas.

A atividade teve como objetivo introduzir os estudantes do Ensino Médio ao mundo da
medicina e mostrar a importância do exame físico na avaliação da saúde do paciente. Além de
demonstrar as interfaces entre esse contexto e a física estudada na escola. Os alunos de
medicina explicaram cada etapa do exame físico e realizaram as aferições e medidas de cada
um dos alunos das turma da 2ª Série A e B.

Os estudantes do Ensino Médio tiveram a oportunidade de realizar alguns procedimentos do
exame físico em si mesmos e em seus colegas, sob a supervisão do Professor e orientação dos
acadêmicos de medicina. A aula foi realizada de forma bastante dinâmica o que trouxe
bastantes envolvimento dos estudantes do Ensino Médio.
Essas estratégias reforçam o compromisso do Colégio América em inserir os alunos no
contexto prático das disciplinas e até mesmo trazendo perspectivas do cenário profissional.

X